sábado, 28 de fevereiro de 2015

Clássico da Literatura Brasileira - Projeto Leitura Mágica 2015


Clássico da Literatura Brasileira - A Moreninha - Joaquim Manoel de Macedo





Um clássico de início assusta, aquelas palavras arcaicas, mas depois é de se apaixonar. Assim foi com A Moreninha.
Este romance foi escrito por Joaquim Manoel de Macedo, foi o autor mais lido de sua época, em meados do século XIX.
É um enredo que prende o leitor, tem um pouco de suspense, comédia e muito romantismo.
Gostei muito da lenda da gruta, do lugar onde se passa a trama e da pureza da época.
A história se inicia com o convite de Felipe aos amigos, Leopoldo, Augusto e Fabrício, para passar o fim de semana na casa de sua avó.
Sabe como são os jovens, Felipe fez uma aposta com Augusto, o namorador.
Se Augusto, no tempo que passar na ilha, não se apaixonar verdadeiramente, Felipe escreveria um romance, mas se acontecesse o contrário, quem deveria escrevê-lo seria o próprio Augusto.
Na ilha estariam também algumas moçoilas, como D.Carolina, Joana e Joaquina e mais duas amigas.
Ao chegar na ilha tudo acontece. Fabricio conta a todas, o jeitão, vamos dizer na moda atual, “galinha”, do amigo Augusto. Este logo é desprezado pelas moças. Quer dizer, não por todas, D.Carolina o aprecia secretamente.
Augusto revela a D.Ana sua inconstância no amor, aliás uma linda história, do qual faz o rapaz agir daquela forma.
Acreditem, o Sr. Augusto se apaixona na ilha. Passa maus momentos longe do seu novo amor.
Tenho certeza que já sabem, quem é a moça que faz este jovem sofrer por amor!
Sim! D. Carolina.
Quando declarado o amor dos dois, um grande mistério é desfeito. E você saberá quando ler o livro a importância do botão de esmeralda e o camafeu.
Ah! Já ia me esquecendo, lembra da aposta? Pois bem Sr. Augusto perdeu e escreveu o romance intitulado A Moreninha.

Uma delícia de clássico!

Fantasia - Projeto Leitura Mágica 2015

Fantasia - Coração de Tinta - Cornelia Funke




 O primeiro livro da trilogia “Mundo de Tinta”, “Coração de Tinta”, tem como personagens principais Mo e Meggie, que são pai e filha. Mo tem um dom muito raro: o de dar vida aos personagens dos livros! Por isso, ele é chamado de Língua Encantada.
Após uma leitura, sua esposa é enviada para dentro de um desses mundos fantásticos e alguns personagens saem do livro. E é por isso que ele se recusa a ler em voz alta. Ah, ele esconde este fato de sua filha por muito tempo.
É um livro fascinante, que fala sobre LIVROS! Sim, um livro sobre livros! “Coração de Tinta” é, na verdade, o nome do livro que Mo leu quando sua esposa desapareceu. Mas não só ele tem predileção por este livro, Capricórnio também quer todos os exemplares. O problema é que Capricórnio é o vilão!
Muita ação, aventura, perseguição, magia e, claro, livros!!
É uma leitura muito fascinante, queremos sempre saber o que irá acontecer. Recomendo que pessoas que gostem dessa temática, o leiam!

Agora estou aguardando o próximo volume!! 

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Projeto Leitura Mágica 2015

Imagina algo bom, junto com outro melhor ainda.
Pois é, assim eu conheci o Projeto Leitura Mágica 2015 -  blog Scrap pelo Brasil -
Scrap + \Literatura. Uma galera que ama fazer scrapbook e juntou com a paixão por livros.
E inspiradas no livro da Nina Sankovitch  "O ano da leitura mágica" , lançaram o desafio.
Tudo muito simples, com regrinhas básicas:
- Cronograma de leitura;
- Confecção do álbum (scrap);
- Suas impressões sobre o livro;
- Postar dia 28 do mês.
Estou muito feliz em participar desse Projeto.
Para saber mais é só acessar o link do Scrap pelo Brasil.


Inicio do desafio:

Apenas um adendo. Meu scrap, será digital.


Capa do álbum

Contra capa (lista de temas para ler no ano)

Amigo secreto - Projeto Leitura Mágica 2015

Como parte do Projeto Leitura Mágica 2015, o primeiro livro deveria ser aquele que foi ganhado no amigo secreto.

"Ela é minha Mãe!" - Pe. Alexandre Awi Mello





O Pe. Alexandre Awi é padre do Instituto dos Padres de Schoenstatt, Diretor Nacional do Movimento de Schoenstatt no Brasil. Durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013, no Rio de Janeiro, ele teve um contato bem próximo ao Papa  Francisco e isso o motivou a escrever um livro, contando sobre os encontros do Papa com Maria, na época em que era cardeal na Argentina e, também, nesse período de pontificado.

Em uma entrevista, em Roma, o Papa Francisco contou que teve encontros muito bonitos com Maria, nos seus diversos títulos e Santuários. Um desses encontros aconteceu nas tradicionais romarias ao Santuário de Luján. Nele, o Papa conta, como é bonito ver a juventude participando, a piedade do povo argentino e, também, a busca pelo sacramento da reconciliação. 

Sobre a reconciliação ele conta que Maria, muitas vezes, tem um papel importante. As pessoas buscam os sacerdotes muito mais quando visitam os santuários, do que nas paróquias. As pessoas realmente se sentem acolhidas pela Mãe de Deus.

Também nos conta sobre a passagem do Papa no Santuário Nacional de Aparecida, durante a JMJ, e outros momentos importantes na vida do Santo Padre em que Maria esteve presente.

É uma leitura muito tranquila, que nos faz mais próximos do Papa Francisco. São muitas experiências relatadas, que valem a pena!